Cursos e Oficina

Rio de Janeiro

DISTRUKTUR, com Gustavo Jahn 

Em maio, dias 17 (das 14h30 às 17h30), 18 (após a sessão Distruktur às 18h) e 19 (das 13h30 às 16h30), nos Cinemas CCBB RJ -  50 vagas - GRATUITO - INSCRIÇÔES ENCERRADAS - LIMITE DE VAGAS ATINGIDO - Haverá lista de reserva no local, havendo vagas, os reservas poderão participar dos encontros. 

Reflexões sobre o uso da película hoje. Através de projeções e conversas serão analisados filmes contemporâneos que transitam entre a arte e o cinema, entre o experimento e a narratividade, entre o registro e a encenação, entre a palavra e o símbolo, entre as ações e as relações.

Tendo como ponto de partida resultados de oficinas práticas realizadas recentemente no Brasil, assim como experimentos em 16mm, vamos debater sobre a produção em película dentro de um contexto independente, autodidata, colaborativo e auto-gerido, e sobre as linguagens cinematográficas possíveis (e impossíveis) que esses modos de produção podem engendrar.

Especificamente, o caso do LaborBerlin, uma associação que funciona como uma plataforma de produção, exibição e formação, da qual o ministrante é membro fundador. Através de filmes realizados em tempos e locais diversos pela dupla Distruktur (Gustavo Jahn & Melissa Dullius), entre eles No Coração do Viajante (Lituânia, 2013), Cat Effekt (Rússia, 2011), e Triangulum (Egito, 2008) vamos analisar as especificidades da película 16mm, e suas potencialidades enquanto instrumento de captura e reformulação poética da realidade.

Investigações em torno da imprevisibilidade do material, que reage ao ser exposto à luz e aos processos fotoquímicos, mas também a outros elementos, fatores e variações, mais ou menos visíveis. Combinando práticas artesanais de revelação fotoquímica e processos artísticos de produção, se estabelece uma espécie de diálogo criativo entre realizadorxs e material, a película 16mm. É justamente através deste diálogo que vêm à tona imagens complexas, auto-conscientes, imagens que provém de imagens e engendram imagens. Imagens como perguntas, imagens como respostas, cineoráculo, cineprofecia.

INSCRIÇÔES ENCERRADAS - LIMITE DE VAGAS ATINGIDO  -  Haverá lista de reserva no local, havendo vagas, os reservas poderão participar dos encontros. 


São Paulo

Oficina de Cinema Experimental em Super 8 - Realização e intervenção na película, com orientação de Renato Coelho e Priscyla Bettim

A oficina aborda o processo de realização experimental em película Super 8mm, bem como o histórico das bitolas cinematográficas e suas respectivas utilizações ao longo da história do cinema, com foco na cinematografia Super 8 produzida no Brasil. As técnicas de fotometria e filmagem, as câmeras e os equipamentos de projeção Super 8. Os filmes realizados pelos participantes serão produzidos em tomada única (editados durante a própria filmagem) e exibidos na sessão de encerramento da MFL, com sonorização ao vivo.

Durante a oficina serão abordadas, ainda, técnicas de intervenção direta na película, como pintura, raspagem e colagem.

15 vagas // 16 horas/aula, (APENAS PARA OS SELECIONADOS, ver lista abaixo)

 dias 18 e 19 de abril, das 14h âs 18h , dias 20 e 21, das 10h às 18h.

GRATUITA - Inscrições Encerradas - Confira os selecionados AQUI.


Brasília

O cinema nas margens: o super-8 de Pernambuco nos anos 1970, com orientação de Paulo Cunha e Ana Farache 

O curso vai abordar, de forma livre, a produção de cinema experimental em Pernambuco entre 1973 e 1984. Nesse período, foram produzidos mais de duzentos curtas por um grupo de cineastas que propuseram uma nova leitura do cinema no Brasil. A ideia do curso é apresentar filmes e trechos de filmes de cineastas como Geneton Moraes Neto, Amin Stepple, Ivan Cordeiro, Fernando Spencer e Jomard Muniz de Brito para tentar compreender a extensão dessa produção periférica.

Estrutura:  O curso terá três encontros de 4h cada. No primeiro, devemos discutir o início do surto de super-8 no Recife, em 1973. E as duas principais vertentes da produção: o documentário e o experimental. No segundo dia, passaremos a discutir obras específicas e significativas dos realizadores. Finalmente, no terceiro dia, o foco será o esforço de preservação desse material empreendido pela Cinemateca Pernambucana.

70 vagas , 12h aula, de 16 a 18 de abril, das 14h âs 18h

GRATUITO -  Inscrições encerradas.