Omissão de Socorro Convidado


Um filme sobre a política pública de atendimento a doentes mentais no Brasil. Na década de 1990, com vinte anos de atraso, depois que tais procedimentos foram abandonados lá fora, o país resolveu adotar um modelo derivado da antipsiquiatria anglo-americana-italiana, que impõe tirar os enfermos das instituições, devolvê-los à família e tratá-los ambulatorialmente. No Brasil, como estamos falando de pobres (de política pública), as famílias não têm como cuidar de seus doentes. Muito frequentemente nem existem famílias. Enquanto isso, fecham-se hospitais psiquiátricos às dezenas (hospitais psiquiátricos não são o mesmo que manicômios!), e os doentes acabam indo para onde? Para a rua. O porcentual de doentes mentais graves, hoje, na população de rua de São Paulo, ultrapassa 70%. O discurso humanitário é bonito: “Vamos libertar essas pobres vítimas da prisão em que a sociedade repressora os meteu!” Mas a assistência ambulatorial é precária, os doentes, em casa, são rebeldes aos remédios e a realidade resultante se torna desastrosa. Este filme dá voz aos grandes interessados: os próprios doentes e suas famílias.
Direção: Olívio Tavares de Araújo
Duração: 60min
UF/Ano: SP/2007
Classificação Indicativa: 14 anos
Equipe: Equipe Técnica: André Palluch, Fábio René, Reginaldo Franco, Pedro Guimarães, Rodrigo Ugá, Alessandro Piras

Contato: Olívio Tavares de Araújo - otda@uol.com.br

PROGRAMAÇÃO


(informações fornecidas pelos filmes no ato da inscrição online)



CATÁLOGO
MFL 2018

PROGRAMAÇÃO CINECLUBES LIVRES

JULHO

D S T Q Q S S
1 2 34 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
1516 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

AGOSTO

D S T Q Q S S
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
2627 28 29 30 31