MFL 2017 - Clique aqui para conferir!

o rosto da mulher endividada Inédito* Selecionado PREMIADO


Os rostos de dez mulheres, mães dos realizadores, ampliam o rosto desgraçado de Helena Fracasso e ensaiam as desgraças que acometeram sua vida. Acompanhamos sua trajetória a partir da abertura democrática do Brasil, seu sucesso no mercado de trabalho e sua decadência financeira e subjetiva. Como saldo final de uma vida (ou de dez), resulta a lenda urbana de uma mulher fantasmática, dirigindo um Palio prateado e disposta a ajudar a mulher brasileira endividada que pragueja contra a própria vida.
Direção: Renato Sircilli e Rodrigo Batista
Duração: 30min
UF/Ano: SP/2015
Classificação Indicativa: 10 anos
Equipe: Direção: Renato Sircilli e Rodrigo Batista / Roteiro: Luiz Pimentel e Nicole Oliveira / Produção: Olívia Patto e Renan Salvetti / Direção de fotografia: Adriana Serafim / Montagem: Renato Sircilli / Direção de arte e letreiros: Juliana Juc? / Fotografias still: Bruno Claro / Mixagem e edição de som: Henrique Chiurciu e Sérgio Abdalla / Som direto: Clara Lazarim / Trilha musical: Cain? Vidor / Assistente de direção: Olívia Patto / Assistente de fotografia: Bruno Moreno / Elenco: com as mães Margareth de Gouveia Berenguer, Maria Amélia Pereira Lopes, Maria Cecilia Amendola Faganello, Maria Emília Alcebíades, Maria Meire Silva de Oliveira, Marilena de Melo Pimentel, Silvia Vidor, Solange Id, Sonia Maria da Silvia Dias (em memória), Suzana Valéria Garcia Sircilli, Aparecido Faganello, Liliana Junqueira, Paulo Barcelos, Sarah Giannini
Elenco: com as m?es Margareth de Gouveia Berenguer Maria Am?lia Pereira Lopes Maria Cecilia Amendola Faganello Maria Em?lia Alceb?ades Maria Meire Silva de Oliveira Marilena de Melo Pimentel Silvia Vidor Solange Id Sonia Maria da Silvia Dias (em mem?ria) Suzana Val?ria Garcia Sircilli Aparecido Faganello Liliana Junqueira Paulo Barcelos Sarah Giannini
Contato: Renato Garcia Sircilli - renatosircilli@gmail.com

PROGRAMAÇÃO

Texto Premiação


DA DESGRAÇA DE SER HUMANO Por vezes nos deparamos com filmes que jamais esqueceremos, pois nos tocam em questões mais profundas, não necessariamente sérias e/ou baseadas em fatos reais, mas marcantes. Filmes que ressignificam imagens de arquivos públicos ou pessoais, que trazem de volta à vida mundos já falecidos e que, de toda forma, ainda somos consequências. Como em 1985, em Brasília, quando a TV anunciava eufórica e ingenuamente a volta da democracia ao Brasil e o sonho de ser feliz neste lugar. Agora, 30 anos depois, a viagem segue na paixão do narrador pela mulher trabalhadora vencedora e independente, justamente as 10 mães dos que fi zeram o filme possível. Todas aqui são Helena Fracasso, a mãe, mulher de verdade, a poderosa vanguardista sem igual e também, por isso tudo, a desgracenta na sina de representar a ordem e o progresso de ter marido, filhos, emprego com carteira assinada e dívidas que podem sujar seu nome de família. A voz do macho prossegue friamente mesclando todo sarcasmo de ser humano em cenas, texturas e sons que nos deslocam para imprevisíveis camadas, num espetacular filme livre de meia hora que voa retina adentro mostrando um pouco do karma de ser brasileiro, um filme inacreditável. Guilherme Whitaker


(informações fornecidas pelos filmes no ato da inscrição online)
* Inédito no RJ/SP/DF/BH


Catálogo MFL 2016
em PDF

PROGRAMAÇÃO

JULHO

D S T Q Q S S
          1 2
3 4 5 6 78 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

AGOSTO

D S T Q Q S S
  1 2 3 45 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

GALERIA DE FOTOS